Como escrever bem e obter engajamento

Dificuldades para criar conteúdo? Aprenda agora mesmo como escrever bem e obter o engajamento dos seus visitantes!

Aprender como escrever bem pode ser o diferencial faltante do seu negócio. Um bom conteúdo é capaz de trazer credibilidade para a empresa e até mesmo convencer o leitor de algo. Mas afinal, o que é escrever bem? E como fazer isso?

Escrever bem é comunicar exatamente o que se deseja, e mais, conseguir prender a atenção do leitor até o final do texto (acredite, isto é mais difícil do que parece). Escrever bem é, ainda, obter a resposta esperada, é fazer com que o leitor diga para si mesmo: “Eu vou fazer x coisa” e, por incrível que pareça, é exatamente o que você esperava que ele fizesse (coincidência não?).

Como escrever bem

Para atingir este resultado é preciso escrever bem e utilizar as técnicas corretas. Existem técnicas para isso? Sim! Ou você achou que fosse apenas “dom”? Agora chegou o momento de você aprender como escrever bem e atingir o engajamento máximo, seja nos seus e-mails marketings ou nos conteúdos do blog. Vamos lá? Preste atenção, cada técnica é especial e pode ser aplicada individualmente ou em conjunto!

Fases para escrever bem: o que o conteúdo precisa?

Um conteúdo precisa atrair o leitor, prender a atenção, trazer a tona um “problema/dor”, apresentar as soluções, conduzir para o objetivo final e terminar com uma chamada de ação.

Esta é a estrutura básica de um conteúdo de forte potencial para engajamento. Claro, você terá fases como a criação de títulos. Por ser um ponto tão importante, criamos um texto exclusivo para ele, veja: como criar títulos impossíveis de serem ignorados.

Vamos ao primeiro passo? As técnicas para chamar a atenção do leitor?

Técnicas para chamar a atenção e escrever bem

Como iniciar um texto para prender a atenção do leitor? Uma das técnicas que tem apresentado melhores resultados é a famosa pergunta. Fazer uma pergunta instiga curiosidade e ao mesmo tempo induz o inconsciente a respondê-la. Também, é uma ótima forma de identificar o usuário, fazendo com que ele se sinta “especial” e que o conteúdo é feito exclusivamente para ele. Para isso, utilize o você. (Você sabe mesmo escrever bem?).

As imagens também são boas formas de conseguir atrair a atenção, ainda mais quando se tratam de conteúdos com anúncios. Nestes casos, você pode optar por imagens com pessoas apontando e rostos. Costumam trazer ótimos resultados.

Fazer uso de gatilhos mentais na primeira frase para despertar a atenção do leitor também costuma ser uma ótima opção. Falamos mais sobre gatilhos mentais e explicamos um por um no texto sobre criação de títulos mencionados.

Formas de prender a atenção durante o texto e escrever bem

Fazer com que o leitor deseje começar a ler o seu texto é apenas a fase 1 de um bom redator, você deve conseguir prender a atenção do início ao fim do texto, e isso sim é difícil! O que acha de algumas técnicas para aumentar as suas chances em conduzir o leitor até o final do seu conteúdo e ainda conseguir que ele pratique uma ação? Vamos lá então!

Manter o leitor: utilize o conteúdo escaneável

O que é um conteúdo escaneável, você sabe? E por que ele é tão importante para manter o leitor?

Para escrever bem você precisa, obrigatoriamente, montar um conteúdo escaneável (ainda mais se for escrita na internet) em que as pessoas estão sujeitas a milhares de informações a todo tempo. O conteúdo escaneável é aquele que o leitor pode “passar os olhos” e entender os pontos chaves, do que se trata e se tem aquilo buscado.

Faça um teste você mesmo: Quantas vezes já abriu uma página na web, rolou até a metade ou final, apenas observando títulos e imagens, após isso, fechou? Por que? Simples, ao escanear você não encontrou o que buscava. Perceba, quem sabe, poderia estar no decorrer do texto, mas você sequer leu.

Veja 2 exemplos de textos e confira a diferença gritante:

Conteúdo escaneável

 conteúdo escaneável

 

Conteúdo não escaneável

 texto não escaneável

E como fazer para o seu conteúdo se tornar escaneável?

Transformar um conteúdo escaneável consiste em 3 partes básicas:

  • Subtítulos;
  • Imagens;
  • Estilo (grifos colorido);

Criar subtítulos é a forma básica e mais efetiva de conseguir desenvolver um conteúdo escaneável, mas claro, o ideal é mesclar com boas imagens (realmente retratem o que será descrito) e grifos no que importa (palavras e pequenas frases).

Procure tratar os subtítulos com cuidado, você deve expor exatamente o que o seu leitor procura, caso contrário, irá “espantar” ainda mais os seus leitores, já que irão escanear o seu conteúdo e não terá o que estão buscando.

Quem faz parágrafos curtos costuma escrever bem

Parágrafos grandes são chatos, demoram muito para trazer a informação e incentivam a “preguiça” de ler a entrar em cena.

Particularmente, gosto de sentenças de até 3 linhas, contudo, podemos dizer que 5 linhas ainda são uma quantidade boa.

Também, sentenças curtas reduzem os erros gramaticais, mistura de informações e facilitam a compreensão do leitor. Então, por que não fazer? Aproveite!

Escrever bem com histórias e metáforas

Olha, devo ter escrito milhares de conteúdos (sem exagero) e afirmo: histórias e metáforas têm os melhores desempenhos.

Histórias e metáforas são técnicas de programação neurolinguistica (PNL) e muito utilizadas em Hipnose Ericsoniana, não faltam estudos e dados comprobatórios sobre a sua eficácia.

Vou explicar por que a história e metáfora funcionam, e depois ensinar como elas devem ser!

Quando você conta uma história são fatos, e fatos que aconteceram, como criar objeções de algo que aconteceu apenas? Outro ponto importante é que as pessoas conversam através de histórias. Pare e observe duas pessoas conversando, 85% da conversa serão histórias que aconteceram com elas mesmas ou terceiros.

Uma história bem formulada tem um absurdo poder de prender a atenção e conduzir o leitor. Por exemplo, quando você conta uma história de uma determinada pessoa que ganhou muito dinheiro trabalhando na internet, irá despertar a curiosidade/interesse do leitor em fazer o mesmo.

Agora, se você falar que ele pode ganhar muito dinheiro na internet não terá o mesmo efeito e provavelmente criará objeções e resistência.

Já as metáforas são interessantes por trabalham o leitor na sua imaginação, e claro, sem dizer exatamente o que você deseja, causando a sensação de necessidade como se ele estivesse sentindo. Normalmente a metáfora irá conter também analogias.

Como criar histórias?

Uma história precisa ter começo, meio e fim. Este é o ponto básico! Se você não começar do jeito certo, envolver o leitor durante a  história e realmente termina-la, você perdeu um leitor.

Inicie com uma chamada. Por exemplo: Nossa, você não vai acreditar o que aconteceu! Ou: Isso me lembra uma história incrível. Esta chamada serve para captar a atenção.

Depois da chamada é o momento de despertar o interesse. Como? Conte o final. Sério? Sim.

Se a história se trata de uma pessoa que ficou rica. Diga: O fulano conseguiu ficar rico de forma impressionante. Pronto, agora você fez a pessoa se interessar em COMO isso aconteceu.

Durante a história, utilize palavras que introduzam a imagem, sensações e sentimentos na pessoa. Por exemplo: E ao montar o negócio, ele se deparou com a chance da sua vida. Com os pés na areia, de frente para o mar, passou um vendedor (descreva o vendedor), isso tudo gera imagens e sensações.

O fim da história deve ficar claro. E assim o fulano conquistou seu primeiro milhão e ficou rico! (terminou a história com o início que você citou).

Escrever bem através da metáfora: Como criar?

A forma mais simples de criar metáforas é através de analogia, e para isso é preciso conhecer muito bem seu público-alvo.

A metáfora se constrói em 5 etapas, você deve fazer o seguinte:

  • Identificar a dor/problema do seu público-alvo.
  • Definir a estrutura do problema e desenvolver os “personagens”.
  • Procure por uma situação semelhante e isoforma. Neste momento, o ideal é fazer uso de analogia, como: Você sabe: o sucesso depende de pequenas atitudes todos os dias, como uma formiga que carrega pequenos pedaços dia após dia para ficar abastecida no inverno.
  • Apresentar uma solução. Determine qual é a solução para o problema do cliente e desenvolva um contexto para se tornar lógico a sua descoberta.
  • A estrutura deve ser de uma história divertida e tranquila, isso eliminará possíveis resistências do leitor.

Criar boas metáforas está vinculado diretamente a prática. Você precisa desenvolver para ficar bom, então, comece agora mesmo!

Faça uso de transições para escrever bem manter seu público engajado

O objetivo quando se constrói um conteúdo é fazer o leitor ler uma frase após a outra. Simples assim (rsrs). Para tornar a frase posterior interessante e “vinculada” a anterior, você deve fazer uso de palavras de transições.

Normalmente as palavras de transições são as conjunções e preposições: e, mas, logo, afinal, enfim, assim, bem, sim, não e etc. Além disso, fazer uma pergunta que será respondida na próxima frase cai muito bem.

Por exemplo: “o e-mail marketing é uma ferramenta fundamental para aumentar as vendas, sabe por quê?” (responderá no próximo parágrafo).

Repetição de palavras para criar padrões

A mente humana está sempre em busca de padrões, e isto pode ajudar você a prender o leitor. Utilizar 3 vezes de forma frequente uma mesma palavra prende a atenção do cérebro. Exatamente, por exemplo:

Seus e-mails são cotados como spam. Seus e-mails não convertem. Seus e-mails são apenas mais um enquanto seu concorrente ganha dinheiro!

Perceba o poder de manter a atenção. Esta é uma ótima técnica para se utilizar em longos artigos na parte central, quando o leitor está começando a dispersar. Uma boa forma é colocar a frase em citação.

Mas cuidado, a repetição deve ser exatamente 3, pois abaixo disso o cérebro não consegue identificar o padrão (normalmente) e acima de 3 vezes evidência a busca da atenção e cria objeções.

Agora com estas técnicas você já sabe como escrever bem e obter engajamento. Comente!

Publicado por

Matheus Amaral

Redator profissional, especializado em marketing digital e que adora curtir uma viagem!

4 comentários sobre “Como escrever bem e obter engajamento”

  1. cara por favor não para de publicar sobre esse tipo de assunto!!!! voce me ajudou muuuuito!!!!! O e-mail é alma do negócio digital; muito obrigado mesmo ;-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *